Firewall Watchguard: práticas de proteção cibersegurança, Como Sua organização deve ser protegida.

Neste artigo, você encontrará um guia acessível de segurança cibernética para ajudá-lo a estabelecer as bases da proteção online de sua organização.
Firewall Watchguard

Firewall Watchguard: Os ataques cibernéticos estão aumentando nos últimos anos. Eles parecem estar nas manchetes com cada vez mais frequência, especialmente quando atingem organizações de alto nível e até instituições governamentais, causando o caos no espaço público. No entanto, os hackers não parecem discriminar com base na escala das instalações. Ataques cibernéticos contra pequenas e médias empresas (PMEs) não são mais tão raros – mais de 40% dos alvos são pequenos. (Quer saber mais sobre cibersegurança?). E eles podem não apenas bagunçar suas operações e finanças, mas também prejudicar sua reputação online e perder seus associados valiosos. Os casos continuam a crescer e os riscos para a segurança online continuam aumentando. Na verdade, espera-se que os ciberataques quase dobrem até 2025.

Qual é a resposta para o cibercrime e a extorsão? Firewalls e práticas de proteção cibernética. Sua organização deve ser protegida e os empreendedores contemporâneos devem investir e se educar nos processos de proteção online. Um firewall irá negar o acesso não autorizado aos seus sistemas. Ele também irá protegê-lo contra vírus e spam. Além disso, pode ser usado para conectividade VPN e para bloquear sites não aprovados.

Neste artigo, você encontrará um guia acessível de segurança cibernética para ajudá-lo a estabelecer as bases da proteção online de sua organização. Vamos começar com algumas das melhores práticas para gerenciamento de firewall:

  • Auditorias e atualizações de segurança de firewall – devem ser regulares e é melhor planejá-las em uma programação de rotina. Sua equipe de TI deve conduzi-los para manter as regras de firewall sob controle com as necessidades de seus sistemas e manter as ameaças isoladas. Além disso, é essencial verificar se há atualizações do software de firewall que você usa regularmente. Sempre execute a versão mais recente para garantir que você tenha proteção contra as mais novas táticas de hacking e malware. Além disso, esteja ciente de quaisquer alterações de política e as consequências que podem ter em sua segurança.
  • Mantenha as regras do firewall em ordem – otimizar a base de regras do firewall garantirá que ele funcione sem problemas, sem defeitos desnecessários. Certifique-se de não ter regras duplicadas, imprecisas ou obscuras. Novamente, é melhor ter uma programação regular para atualizações e verificações de eficiência.
  • Controle o acesso do usuário e as alterações do firewall – seja estrito com o controle de permissão do usuário e permita que apenas usuários autorizados em quem você confia alterem as regras do firewall. Além disso, coloque em prática um procedimento para alterações no firewall. Deve consistir em uma lista dos ajustes desejados, estimativa de risco de mudanças de política e informações básicas de quem implementou as mudanças, quando e por que, bem como um registro dos resultados.

Firewall Watchguard: Por que seu SME precisa de proteção de firewall?

Conforme mencionado acima, quase metade dos ataques cibernéticos são direcionados às PME. O que os torna tão lucrativos para os hackers? Eles são um alvo fácil. A maioria dos empreendedores de pequena escala não possui o conhecimento, os especialistas ou os recursos necessários para uma segurança cibernética sólida. No entanto, as estatísticas mostram que a maioria das PMEs que foram vítimas de ataques cibernéticos fecham as atividades dentro de meio ano após o evento. Isso é motivo suficiente para considerar o investimento em um software de firewall confiável e seu gerenciamento.

O investimento inicial em um sistema de segurança cibernética pode parecer assustador quando você está apenas começando. No entanto, deixar sua organização ao acaso e desprotegida pode custar-lhe enormes danos financeiros e de reputação a longo prazo. Certifique-se de encontrar proteção de firewall adequada para suas necessidades desde o início. Se você não puder pagar um profissional de segurança de TI em tempo integral, considere consultar um profissional de meio período e comece a se informar sobre os princípios básicos da segurança cibernética. Aqui vão algumas dicas para você começar.

Melhores práticas para proteção de dados

A comunicação de hoje é feita de forma contínua por tecnologia moderna. Não importa sua localização, você pode negociar com parceiros e colegas de trabalho de todo o mundo. Informações confidenciais estão sendo trocadas por meio de canais online a cada segundo. Dados pessoais, transações financeiras e informações da empresa são vulneráveis ​​no mundo das redes sociais e dispositivos de bolso rápido. Toda a comunicação está acontecendo na velocidade da luz, incluindo furto e peculato. Cada dispositivo eletrônico em sua empresa, usado por gerentes e funcionários, é um ponto potencial de vazamento de dados.

É por isso que sua organização precisa ter um sistema definido para prevenção de perda de dados (DLP). Significa definir um processo para proteger sua organização do monitoramento não autorizado de suas informações confidenciais, registros de clientes e exposição de dados. Para ser realmente eficiente, um sistema DLP deve cobrir todos os pontos de acesso possíveis. Isso o torna um processo complexo e detalhado que requer tempo e esforço, mas compensa com tranquilidade e segurança.

Antes de começarmos com as etapas acionáveis ​​que você pode realizar para evitar vazamentos de dados, aqui estão algumas formas básicas para violações de informações que você deve conhecer:

Firewall Watchguard

  • No caso de transferência de dados – por meio de e-mails, plataformas de bate-papo, tráfego da web e transferência de arquivos.
  • Com dados armazenados em dispositivos – isso pode ser feito por meio de armazenamento em nuvem e dispositivos físicos (drives flash, memória externa, discos rígidos de PC, etc.).
  • Por meio de acesso de intermediário – podem ser gravações, tanto de vídeo quanto de áudio, o uso de impressoras e outros dispositivos periféricos.

Com base nisso, você deve fazer uma lista dos pontos de acesso disponíveis em sua empresa e avaliar o grau de sensibilidade das informações, bem como o risco de comprometimento.

Aqui estão algumas das medidas preventivas que você pode tomar para garantir a segurança dos dados de sua PME:

  • Criptografia de alta qualidade – é melhor usar um software especializado para que qualquer informação sensível em seus dispositivos seja criptografada.
  • Firewalls confiáveis – a instalação e o gerenciamento adequado do software de firewall aumentará suficientemente a segurança de toda a rede de sua empresa. Os sistemas de firewall mais recentes são altamente eficientes na prevenção de ataques cibernéticos automáticos. Eles detectam as origens das mensagens recebidas e das transferências de arquivos e verificam a existência de indicadores prejudiciais no código. Um firewall bem gerenciado e configurado notificaria imediatamente os administradores do sistema ou bloquearia totalmente qualquer tentativa de acesso suspeito, logins não autorizados, possíveis violações de dados ou malware de entrada. Um firewall profissional pode facilmente se transformar no bloco de base da estratégia de prevenção de perda de dados do seu SME.
  • Proteção de dados de e-mail – a maior parte da comunicação é feita por e-mail com membros da equipe e parceiros. Portanto, muitas informações confidenciais, incluindo dados pessoais dos clientes, são compartilhadas por meio desse meio. Você precisa estar especialmente ciente de golpes de phishing de e-mail. A triagem vigilante e a análise de conteúdo são altamente recomendadas.
  • Proteja os dados de endpoint do sistema – qualquer dispositivo eletrônico que você e sua equipe usam é um endpoint de dados. Todos os computadores desktop e laptop, smartphones e dispositivos periféricos são usados ​​para armazenar ou transferir dados confidenciais. Um invasor pode comprometer um dispositivo para monitorar as informações de, possivelmente, toda a rede. Eles podem ver quem é o usuário, o que está fazendo e quais dados acessam. Você precisará de protocolos de proteção fortes implantados para monitorar downloads de arquivos, logins suspeitos e bloqueios de tela. Além disso, os dispositivos pessoais de seus funcionários, como laptops e smartphones, são outro elemento de risco para possíveis vazamentos ou furtos. É por isso que você também precisa pensar em medidas de segurança para controlar o uso de dispositivos pessoais no trabalho.
  • Controle o acesso de segurança – e falando de sua equipe como fontes potenciais de vazamentos – você precisa controlar o acesso a informações confidenciais. Não permita que seus funcionários tenham mais acesso do que o realmente necessário para que façam seu trabalho. Você precisará definir protocolos para que a equipe acesse apenas as informações que são usadas regularmente e nada que seja considerado confidencial e confidencial. Você pode usar as regras e alertas do firewall para rastrear se os funcionários tentam acessar dados restritos, se há sinais de scripts em execução ou se há um tráfego excepcionalmente alto de arquivos sendo baixados de uma só vez.
  • Treine sua equipe – não presuma que todos em sua empresa tenham clareza sobre o que são informações confidenciais e o que não são. Se os funcionários não estão cientes do que é definido como confidencial, as violações de dados podem acontecer, mesmo acidentalmente, sem qualquer intenção maliciosa. Você pode evitar isso facilmente instruindo sua equipe desde o início da integração na empresa. Depois disso, mantenha-os atualizados sobre quaisquer mudanças na política de segurança e faça treinamentos ocasionais sobre o assunto segurança cibernética, se necessário.
  • Rastreie seus backups de dados – toda empresa precisa de um sistema confiável para backup de informações, pois ninguém quer perder dados, registros financeiros e fiscais, arquivos de clientes, etc. No entanto, cópias e backups são outros pontos de possíveis ataques e vazamentos de dados. Você pode criptografá-los da mesma forma que os arquivos e informações originais. Também é aconselhável manter esses backups longe de endpoints públicos por meio de sistemas de espelhamento, o que tornará o trabalho de um invasor ainda mais difícil. Preste atenção também aos documentos em papel. As impressoras também podem ser uma fonte de vazamento. Para usar as impressoras, configure contas de usuário e sistemas de login para restringir as chances de violação de dados.

As dicas básicas sobre segurança cibernética para o seu SME

Aqui estão algumas dicas e conceitos básicos sobre a proteção contra ataques cibernéticos que você deve ter em mente ao construir seu sistema de segurança online:

  1. As ameaças mais comuns à sua segurança cibernética – As três fontes mais frequentes de ameaças cibernéticas são adware, ransomware e spyware. O primeiro é um vírus de computador que inicialmente enviará spam para seu dispositivo com anúncios indesejados. No entanto, pode levar a consequências muito mais sérias, servindo como porta de entrada para outros vírus mais prejudiciais. No caso do ransomware, você obtém um software prejudicial em seu dispositivo, que geralmente bloqueia o acesso a dados particularmente confidenciais ou sistemas essenciais para sua organização até que você pague o resgate para obter o controle de volta. E o spyware é outro software malicioso, sem dúvida o pior dos três. Ele espia seus dispositivos e todas as informações e ações são tomadas com relação a eles e pode usá-los para fins criminosos. Quais seriam as consequências de qualquer um desses três? Roubos de informações bancárias, enormes perdas financeiras e danos à sua reputação, para citar alguns.
  2. Atualizações regulares de software e avaliação de riscos – Conforme mencionado acima, você deve manter seu software de firewall e outros protocolos de segurança atualizados o tempo todo. Além disso, é melhor manter uma reavaliação de risco programada. Isso pode incluir verificar se há lacunas em potencial em seus sistemas de segurança atuais, seguindo a cadeia de compartilhamento de dados – onde você os armazena, como os transfere, etc., pesquise as últimas tendências em ataques cibernéticos e avalie o risco de violações. Após cada avaliação de risco, não se esqueça de planejar suas ações para melhorar sua segurança cibernética.
  3. Escolha um parceiro de segurança online confiável – Se você não tem os recursos para iniciar uma equipe interna de segurança de rede, pode terceirizá-la para um profissional. No entanto, esta decisão deve ser tomada após cuidadosa pesquisa e consideração, sem comprometer a qualidade do serviço e a reputação do provedor.
  4. E, finalmente, para colocar outra ênfase nisso – o tamanho de sua empresa não desempenha um papel importante – todos são vulneráveis ​​a ataques cibernéticos – Se sua organização opera no mundo digital de alguma forma, você está em risco. Pode-se ir mais longe e dizer que as PMEs correm um risco ainda maior nas mãos de hackers. Por ser uma equipe pequena com recursos e finanças limitados, um único ataque cibernético ou malware pode levar você à falência. Evite complicações e invista tempo e dinheiro em um sistema de segurança cibernética confiável para garantir a segurança de seu trabalho, ou saiba como contratar uma empresa de cibersegurança que atenda suas necessidades de negócios.

Com Ameaças De Malwares cada vez mais sofisticadas, as empresas precisam buscar novas soluções de cibersegurança, mais completas e integradas. Conheça A Linha De Firewall Whatchguard e implemente sua rede na nuvem com mais rapidez. Além da implementação automática, gerencie toda a rede de qualquer parte do mundo, de forma simples e segura. 

Grupo TPS

Grupo TPS

Deixe um comentário

Sobre Nós

Com diversos prêmios e reconhecimento dos fabricantes com quem trabalha, a TPS tem uma longa história no mercado da tecnologia da informação em todo território nacional..

Posts Recentes

Assine a nossa newsletter

Open chat
Posso Ajudar?